Festivalzinho de Cinema contribuiu na formação audiovisual de 48 mil crianças e adolescentes

20 de julho de 2017


“Hora do Lanchêêê” (RJ), de Claudia Mattos.


O Festivalzinho de Cinema chega à maioridade no 24º Festival de Cinema de Vitória, entre os dias 11 e 17 de setembro, com muitos feitos a comemorar. 

Completando 18 edições neste ano, esse espaço dedicado aos pequenos espectadores contabiliza, ao longo de sua história, um marco de 160 sessões para um público de 48 mil crianças e adolescentes.

Criado em 2000, o Festivalzinho ajuda a formar plateias e a desenvolver a sensibilidade para as artes, muitas vezes promovendo o primeiro contato com o cinema. A programação é gratuita e aberta a alunos da rede pública de ensino e de projetos sociais da Grande Vitória. Até hoje, a mostra já atendeu 57 escolas e instituições de 52 bairros, em cinco cidades.

Além de garantir a alegria de crianças e adolescentes, o Festivalzinho de Cinema também serve como importante ferramenta educacional, como destaca a curadora da mostra, Rosemeri Barbosa.

- “O Festivalzinho é uma oportunidade de os estudantes terem contato com filmes vindos de diversas partes do Brasil, o que contribui para ampliar o repertório desse público. Assim, a sessão de cinema é um momento de diversão e também um instrumento no processo educativo, pois muitos educadores transformam os conteúdos dos filmes em assunto para atividades em sala de aula”, afirma.

Um dos destaques entre as escolas que participam da mostra está a Escola Municipal de Ensino Fundamental Neusa Nunes Gonçalves, localizada em Nova Palestina, na região noroeste da capital capixaba, uma das mais carentes da cidade. O colégio participou de 15 das 17 edições do Festivalzinho, com alunos presentes na primeira edição do evento, que integrou o 7º Vitória Cine Vídeo - antigo nome do Festival de Cinema de Vitória. Outros cinco bairros da região da Grande São Pedro também foram atendidos pelo projeto.

Colaboradora voluntária do Festival de Cinema de Vitória desde 1998, Rosemeri Barbosa já participou de vários projetos na área audiovisual, como o Estúdio Aberto Anima Mundi, o Festival de Jovens Realizadores do Mercosul, o Cine Itinerante e o Projeto Animação. Interessada em projetos de cinema de Animação, assumiu a curadoria do Festivalzinho em 2011.


Seguindo a tradição da mostra, na edição deste ano um dos filmes exibidos será o vencedor do Troféu Vitória no ano passado: “Hora do Lanchêêê” (RJ), de Claudia Mattos. Na ficção, a mãe de três meninos, que é solteira e está desempregada, tem dificuldade para colocar comida em casa, mas luta para que seus vizinhos não saibam de seus problemas financeiros.

Uma realização da Galpão Produções e do Instituto Brasil de Cultura e Arte (IBCA), o 24º Festival de Cinema de Vitória acontecerá entre os dias 11 e 17 de setembro, em Vitória-ES, e conta com o patrocínio do Ministério da Cultura através da Lei de Incentivo à Cultura, da Petrobras, da Cesan e da Rede Gazeta, com o apoio institucional da Secretaria de Estado da Cultura do Espírito Santo, da Prefeitura de Vitória e do Canal Brasil.

Danielle Ewald

COMENTAR

COPYRIGHT© 2007-2014 Don Oleari Ponto Com - Todos os direitos reservados - aldeia verbal produções e jornalismo - CNPJ: 15.265.070/0001-49