No Dia do Pão, a nutricionista Giovana Buaiz fala sobre consumo e provoca: "pão nosso de cada dia” engorda?

16 de outubro de 2016
16 de outubro, Dia do Pão




Para muita gente, é impossível começar o dia sem um pão quentinho, acompanhado de manteiga e café. 

Mas ultimamente, com pessoas cada vez mais adeptas das dietas low carb, com baixo consumo de carboidrato, por exemplo, fica a pergunta: vou engordar se continuar a comer o pão de todo dia?

De acordo com a nutricionista Giovanna Buaiz (foto), sempre há dúvidas ou questionamentos quando se trata do consumo do nosso pão francês, ou pão de sal: o fato é que o consumo excessivo de qualquer alimento tem a sua consequência, o ganho de peso.

-  “Tudo em excesso engorda e faz mal, principalmente se a pessoa que não abre mão do pão for sedentária. No entanto, este alimento tão querido pelos brasileiros pode ser consumido diariamente, porém em quantidade moderada. O carboidrato não deve ser eliminado totalmente da dieta, pois é um nutriente importante, que vai fornecer a energia para as atividades do dia a dia”, destaca Giovanna, que comanda a Finni’s, uma empresa de alimentos funcionais e saudáveis.

Uma opção para manter o pão na hora do lanche é preferir as opções mais saudáveis, como o pão integral. 

- “Esta versão do pão possui maior quantidade de fibras, o que causa a sensação de saciedade, fazendo com que a pessoa coma menos, além de ajudar no funcionamento do intestino e no controle dos níveis do colesterol ruim”, explica a nutricionista.

Outra alternativa é optar pelos pães sem glúten, conforme explica Giovanna.

- “O glúten é uma proteína encontrada no trigo, aveia, centeio, cevada e malte. O trigo é a maior e mais consumida fonte de glúten, representando 80% das suas proteínas, e é composta de gliadina e glutenina. Ele é responsável pela elasticidade das massas à base de farinha, o que permite sua fermentação, assim como a consistência elástica e esponjosa dos pães e bolos. Apesar de, cientificamente, não se ter comprovação de que ele possa prejudicar pessoas que não possuem a doença celíaca, o glúten está presente em diversos alimentos ricos em carboidratos e com alto índice glicêmico – que elevam a taxa de açúcar no sangue –, como pizza e biscoitos, que podem engordar e aumentar o risco de diabetes, por exemplo”.

No entanto, deve-se ficar atento aos rótulos, pois, segundo ela, pães sem glúten podem conter até mais calorias do que o pão normal. 

- "Comidas sem glúten, no geral, podem conter mais açúcar para ajudar no sabor, para compensar a falta do glúten. O ideal é que as pessoas que desejam cortar o glúten da dieta comecem a ler mais as embalagens e rótulos, escolhendo melhor o que consomem”, orienta a nutricionista.


Apesar do número de alimentos sem glúten ter crescido no mercado, ainda não é tão fácil – ou barato – encontrar produtos sem glúten. No entanto, hoje é possível preparar pães e massas com uma pré-mistura funcional na sua própria casa. 

Pão sem glúten

Após seis anos de pesquisa, a empresária Giovanna Buaiz lançou a sua mistura salgada livre de glúten, lactose e açúcar, que foi um dos destaques na Super Feira Acaps Panshow 2016. A farinha passou recentemente por um crivo de um ano e oito meses, conseguindo obter a classificação como produto funcional. 

- “Sendo assim, posso garantir que além de ter a segurança de ser funcional, ela tem todo o cuidado do preparo para que o portador da doença celíaca possa consumir sem preocupação, ou seja, é totalmente livre de glúten”, enfatizou a empresária.

Curiosidades sobre o pão


Pães da marca Finni's, empresa dirigida por Giovanna Buaiz

· Acredita-se que o pão tenha surgido na região da Mesopotâmia, onde atualmente está situado o Iraque

· As primeiras padarias surgiram em Jerusalém. Após contato com os egípcios, os hebreus aprenderam melhor a técnica de fabricação do pão

· No séxulo XVII, a França torna-se destaque mundial na fabricação de pães, desenvolvendo técnicas aprimoradas de panificação

Faça o seu pão de cacau sem glúten e sem lactose em casa com a receita da nutricionista Giovanna Buaiz:

Ingredientes:
300g da pré-mistura Finnis*
1 cl de sopa de óleo de coco
40g de cacau em pó 75%
1 sachê de 10g de fermento granulado
2cl de sopa de açúcar de coco ou 1cl de sopa de sucralose
200ml de água mineral ou potável

Modo de preparo:
Bater tudo num refratário manualmente até obter uma massa homogênea
Untar uma forma, de preferência de bolo inglês (retangular), salpicar a canela em pó na superfície e dar uma leve misturada. Fermentar por 50 minutos.
Pré-aquecer o forno em temperatura de 160°C por 10 minutos. Levar ao forno após fermentação por 45 minutos.

Rende: Um pão de 12 fatias de 30g cada

Com Letícia Passos

Serviço:
*A mistura pode ser adquirida pelo site www.finnisbemestar.com.br.
________________________________________________________________

Rádio Clube da Boa Música, a rádio que não toca notícia




Rádio 
CBM,

Portal
DOPC

COMENTAR

COPYRIGHT© 2007-2014 Don Oleari Ponto Com - Todos os direitos reservados - aldeia verbal produções e jornalismo - CNPJ: 15.265.070/0001-49