23º Festival de Cinema de Vitória tem mais de 100 filmes nacionais de longa e curta metragem

28 de outubro de 2016

O maior evento de cinema do Espírito Santo


Serão mais de 100 filmes exibidos na 23ª edição do Festival de Cinema de Vitória, numa extensa programação dividida em 12 mostras competitivas e não competitivas totalizando em torno de 47 horas de exibição. 

Ao longo de seis dias, o festival terá sessões no Teatro Carlos Gomes e no Cineclube Metrópolis, além de oficinas, debates, lançamentos e homenagens, transformando Vitória na capital nacional do cinema. 
Toda a programação do Festival tem entrada franca (ver programação completa no final matéria).


Os homenageados desta edição são a atriz Dira Paes (foto acima), como Homenageada Nacional. O ator e bailarino Markus Konká (foto) será o Homenageado Capixaba. 


O Festival também renderá homenagem ao cineasta gaúcho Otto Guerra.

Além de novas mostras temáticas, o Festival será a janela para a estreia da produção capixaba “Os Incontestáveis”, primeiro longa-metragem de Alexandre Serafini, que será exibido na noite de encerramento em caráter não competitivo. O evento ainda contará com o Viradão Novo Cinema de Horror, que promete animar o Centro de Vitória em uma sessão que atravessará a madrugada. 

Essa mostra exibirá filmes de longa e curta-duração e levará para a telona o que há de mais recente e inovador nas produções nacionais do gênero “horror”.
Os títulos que serão exibidos contemplam os gêneros documentário, ficção, experimental e animação, em curta e longa-metragem, escolhidos entre mais de 700 produções vindas de todo o Brasil durante o período de inscrição.

Os festivais e mostras de cinema são importantes instrumentos de democratização cultural pois, oferecem para o público, o acesso a obras audiovisuais que, em sua maioria, não chegarão às telas comerciais dos cinemas nem à televisão. 

A diretora do Festival de Cinema de Vitória, Lucia Caus (foto), explica que, enquanto ação presencial, esses eventos também são espaços para a promoção dos profissionais envolvidos na cadeia produtiva do audiovisual, para a concepção de novos projetos e para um intenso intercâmbio profissional. 

- “Com mais de duas décadas de existência, o Festival de Cinema de Vitória acompanhou os altos e baixos da recente história do cinema brasileiro. Por nossas sessões, passaram importantes nomes e obras da cinematografia nacional. O Festival também contribuiu para que novos realizadores se lançassem no mundo do cinema, isso se deu por meio de nossas atividades de formação, da oferta de uma programação gratuita de filmes inéditos no Espírito Santo e da promoção do contato com realizadores e produtores de outras partes do país”, afirma Lucia.

Maratona de cinema
Este ano, fazem parte da programação: 
- 6ª Mostra Competitiva Nacional de Longas, com cinco filmes de longa-metragem nacionais recentemente lançados; 
- 20ª Mostra Competitiva Nacional de Curtas, uma seleção com o melhor da mais recente produção brasileira de curtas; 
- 17º Festivalzinho de Cinema, com filmes para o público infanto-juvenil; 6ª Mostra Quatro Estações, com produções que abordam a temática da diversidade sexual; 
- 5ª Mostra Foco Capixaba, com o melhor do cinema local; 5ª Mostra Corsária, com filmes que apresentam pesquisas de linguagem da estética cinematográfica; 
- 3ª Mostra de Animação, com uma seleção da recente produção brasileira de filmes de animação; e 3ª Mostra Outros Olhares, com sete filmes nacionais que irão concorrer ao prêmio de júri popular.

Este ano, o Festival também contará com duas novas mostras temáticas: 
- Mostra Mulheres no Cinema, sessão com filmes dirigidos exclusivamente por mulheres e que busca trabalhar as questões de gênero, valorizando a atuação feminina por detrás das câmeras, enquanto realizadoras; 

- Mostra Cinema e Negritude, com cinco filmes com enfoque nas questões étnico-racial. Os curtas exibidos nessas duas mostras concorrerão ao Troféu Vitória - Júri Popular.

Com caráter não competitivo, a programação dessa maratona de cinema ainda contará com a Mostra Petrobras 100 Anos do Cinema Brasileiro de Animação e que exibirá filmes nacionais de animação consagrados e amplamente premiados em festivais e tem a função de celebrar o centenário da animação brasileira. 

Fora de competição, o filme que abrirá a programação será o curta-metragem “Eclipse Solar”, de Rodrigo de Oliveira. Outra produção que será exibida fora de competição será o longa “Xale”, de Douglas Soares.

Ao final de todas as exibições, serão anunciados os ganhadores do Troféu Vitória em mais de 20 categorias, escolhidos por um júri formado por profissionais da área cinematográfica e também pelo júri popular.

Ampliação da Curadoria
Dando continuidade ao trabalho de curadoria das edições anteriores, o Festival ampliou a equipe de curadores a fim de permitir uma seleção mais apurada diante do volume de inscritos e para permitir uma maior diversidade de olhares na escolha dos filmes.

São curadores do 23º Festival de Cinema de Vitória o jornalista e crítico de cinema Rodrigo Fonseca (Mostra Petrobras 100 Anos do Cinema Brasileiro de Animação, Viradão do Novo Cinema de Horror e Mostra Competitiva de Longas); o diretor e produtor de cinema Juliano Salgado (Mostra Competitiva de Longas); a diretora e roteirista Ivi Roberg (Mostra Competitiva de Longas); o professor universitário e pesquisador Erly Vieira Jr., que contou com os assistentes Gustavo Guilherme, Luana Cabral e Waldir Segundo - integrantes do do projeto de extensão “Baile” (mostras competitivas de curtas-metragens); a diretora, produtora e professora universitária Sáskia Sá, que contou com as assistentes Tamyres Batista, Lara Toledo, Isabela Faria e Samira Neto (Mostra Mulheres no Cinema); e a programadora audiovisual Rosemeri Barbosa (Festivalzinho de Cinema);
https://lh4.googleusercontent.com/8uEqjFuhXAvEat4olaRZNc524wwIByzAQnSqnlFAZJaZ7puJD2QIJv1fBUpnEDEIwVk3ym5pjsUGTRE7cnhoe_K6C6BW2NYwLp8Z7lDOHTNsjtxDrIRVFWTjdAMiKcs2Ppt1fkA_

Atividades de Formação
O 23º Festival de Cinema de Vitória promove, ainda, atividades voltadas para o aperfeiçoamento profissional na área audiovisual. Este ano, as quatro Oficinas Integradas de Cinema serão ministradas por profissionais reconhecidos nacionalmente por seus trabalhos no cinema e na TV. O escritor e roteirista José Roberto Torero oferecerá a Oficina de Roteiro, o consagrado diretor de cinema Jorge Bodanzky a Oficina de Direção, o músico, cantor, e compositor, David Tygel, estará à frente da Oficina de Trilha Sonora e a historiadora e jornalista Bruna Callegari, ministrará a Oficina de Finalização Digital.

O público também poderá se inscrever na Oficina de Cinema e Vídeo com o cineasta Luiz Carlos Lacerda. Realizadas pela Secretaria do Audiovisual do Ministério da Cultura (SAv/MinC) e pela Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes), essas cinco oficinas têm uma dinâmica única, desenvolvida por um núcleo coordenador, e, em cinco edições, têm obtido enorme êxito junto a alunos e público dos festivais, engrandecendo a sua função de agregadora de forças culturais locais.

Além dessas oficinas, o jornalista cultural e crítico André Dib conduzirá Oficina de Crítica Cinematográfica. Nessa oficina, a partir de exibições de filmes e da leitura de textos, serão realizados exercícios escritos e orais. A ideia é que os alunos escrevam sobre os filmes exibidos no Festival e elejam seus preferidos. Todas as oficinas acontecerão na Ufes e estão com inscrições abertas.

Uma realização da Galpão Produções e do Instituto Brasil de Cultura e Arte (IBCA), o 23º Festival de Cinema de Vitória acontecerá entre os dias 14 e 19 de novembro, em Vitória, e conta com o patrocínio do Ministério da Cultura através da Lei de Incentivo à Cultura, da Petrobras, do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e da Rede Gazeta. São apoiadores a Caixa Econômica Federal e o Governo do Estado do Espírito Santo. O evento ainda conta com o apoio cultural do Instituto Sincades e do Banco do Estado do Espírito Santo (Banestes) e com o apoio institucional do Canal Brasil e da Universidade Federal do Espírito Santo.

23º Festival de Cinema de Vitória
Programação Geral

SEGUNDA-FEIRA (14/11)
- Oficina de Cinema e Vídeo - das 9 às 18h - Ufes
- 3ª Mostra de Animação – 14h – Teatro Carlos Gomes
- Oficina de Crítica Cinematográfica - 14h - Ufes
- Oficinas Integradas de Cinema: Roteiro - 14h - Ufes
- Cerimônia de abertura - 19h e exibição do Curta-Metragem de Abertura: “Eclipse Solar”, de Rodrigo de Oliveira
- 5ª Mostra Foco Capixaba - 20h - Teatro Carlos Gomes
- 6ª Mostra Competitiva Nacional de Longas Metragens - 21h30

TERÇA-FEIRA (15/11)
- Oficina de Cinema e Vídeo - das 9 às 18h - Ufes
- Debate com realizadores - 10h - (LOCAL A DEFINIR)
- Oficina de Crítica Cinematográfica - 14h - Ufes
- Oficinas Integradas de Cinema: Roteiro, Direção, Trilha e Finalização - 14h - Ufes
- 20ª Mostra Competitiva Nacional de Curtas - 19h - Teatro Carlos Gomes
- 6ª Mostra Competitiva Nacional de Longas - 21h - Teatro Carlos Gomes
- Sessão Especial: “Xale”, de Douglas Soares - 23h - Teatro Carlos Gomes

QUARTA-FEIRA (16/11)
- Oficina de Cinema e Vídeo - das 9 às 18h - Ufes
- 17º Festivalzinho de Cinema - 9h – Cine Metrópolis/Ufes
- Debate com realizadores - 10h - (LOCAL A DEFINIR)
- Oficina de Crítica Cinematográfica - 14h - Ufes
- Oficinas Integradas de Cinema: Roteiro, Direção, Trilha e Finalização - 14h - Ufes
- 17º Festivalzinho de Cinema - 14h - Cine Metrópolis/Ufes
- 3ª Mostra Outros Olhares - 15h - Teatro Carlos Gomes
- Mostra Petrobras de 100 Anos da Animação Brasileira - 17h - Teatro Carlos Gomes
- Homenagem a Otto Guerra - 19h - Teatro Carlos Gomes
- 20ª Mostra Competitiva Nacional de Curtas - 19h30 - Teatro Carlos Gomes
- 6ª Mostra Competitiva Nacional de Longas - 21h30 - Teatro Carlos Gomes

QUINTA-FEIRA (17/11)
- Oficina de Cinema e Vídeo - das 9 às 18h - Ufes
- 17º Festivalzinho de Cinema - 9h - Cine Metrópolis/Ufes
- Debate com realizadores - 10h - (LOCAL A DEFINIR)
- 17º Festivalzinho de Cinema - 14h - Cine Metrópolis/Ufes
- Oficina de Crítica Cinematográfica - 14h - Ufes
- Oficinas Integradas de Cinema: Roteiro, Direção, Trilha e Finalização - 14h - Ufes
- Coletiva com Dira Paes, Homenageada Nacional e lançamentos de publicações - 15h - Teatro Carlos Gomes
- 5ª Mostra Corsária - 17h - Teatro Carlos Gomes
- 20ª Mostra Competitiva Nacional de Curtas (82 min) - 19h - Teatro Carlos Gomes
- Homenagem a Dira Paes - 20h30 - Teatro Carlos Gomes
- 6ª Mostra Competitiva Nacional de Longas - 21h - Teatro Carlos Gomes

SEXTA-FEIRA (18/11)
- Oficina de Cinema e Vídeo - das 9 às 18h - Ufes
- 17º Festivalzinho de Cinema - 9 h - Cine Metrópolis/Ufes
- Debate com realizadores - 10h - (LOCAL A DEFINIR)
- 17º Festivalzinho de Cinema - 14h - Cine Metrópolis/Ufes
- Oficina de Crítica Cinematográfica - 14h - Ufes
- Oficinas Integradas de Cinema: Roteiro, Direção, Trilha e Finalização - 14h - Ufes
- Mostra Cinema e Negritude - 15h - Teatro Carlos Gomes
- 20ª Mostra Competitiva Nacional de Curtas - 19h - Teatro Carlos Gomes
- 6ª Mostra Competitiva Nacional de Longas - 21h - Teatro Carlos Gomes
- 6ª Mostra Quatro Estações - 23h - Teatro Carlos Gomes

SÁBADO (19/11)
- Viradão do Novo Cinema de Horror - 01h - Teatro Carlos Gomes
- Oficinas Integradas de Cinema: Direção, Trilha e Finalização - 9h - Ufes
- Debate com realizadores - 10h - (LOCAL A DEFINIR)
- Mostra Mulheres no Cinema (107 min.) – 14h - Teatro Carlos Gomes
- Homenagem à Markus Konká - 19h - Teatro Carlos Gomes
- Sessão Especial de Encerramento: ”Os Incontestáveis” (foto), de Alexandre Serafini - 19h30 - Teatro Carlos Gomes
- Premiação do 23º Festival de Cinema de Vitória - 21h - Teatro Carlos Gomes

SERVIÇO
23º Festival de Cinema de Vitória
Data: de 14 a 19 de novembro

Locais:
- Teatro Carlos Gomes – Centro - Vitória
- Cine Metrópolis – Ufes – Vitória

ENTRADA FRANCA!
Mais informações: www.festivaldevitoria.com.br

Com Danielle Ewald

COMENTAR

COPYRIGHT© 2007-2014 Don Oleari Ponto Com - Todos os direitos reservados - aldeia verbal produções e jornalismo - CNPJ: 15.265.070/0001-49