Café Literário “O som do sentido e o sentido do som”, como José Miguel Wisnik e Adolfo Oleare, nesta terça: 600 lugares

4 de agosto de 2016

Enviado por Wilson Coelho

Wilson Coelho mandou avisar que a programação foi mudada para um auditório, que comporta 600 lugares.


Café Literário “O som do sentido e o sentido do som”



Como uma das inúmeras possibilidades de estabelecer um diálogo entre a literatura e a música, o Café Literário: “O som e o sentido”, homônimo da obra de José Miguel Wisnik, tem como objetivo explorar e, ao mesmo tempo, romper as fronteiras entre essas linguagens a partir do som. 

O que é o som? Como ele se dá na fala, no canto, na execução de um instrumento, no inusitado de um ruído, na repetição e, obviamente, na leitura de um pentagrama, de um poema, de uma partitura, num recital e, até mesmo, na oralidade narrativa? 

O som como tudo o que quebra o silêncio ou o silêncio como a possibilidade de valorizar o som e, consequentemente, o sentido como linguagem, significação do mundo.

José Miguel Wisnik é músico, livre docente em literatura brasileira pela USP e ensaísta. Entre outros, publicou O som e o sentido – uma outra história das músicas (Companhia das Letras, 1989), Sem Receita – ensaios e canções (PubliFolha, 2004), Livro de Partituras (Gryphus, 2004), Veneno remédio – o futebol e o Brasil (Companhia das Letras, 2008) e Machado maxixe – o caso Pestana (PubliFolha, 2008). Recebeu diversos prêmios na área de música e, na literatura, o Prêmio Jabuti da Câmara Brasileira do Livro em 1978 (como Revelação de Autor) e em 2009 como ensaísta.

Adolfo Oleare é graduado em comunicação social/jornalismo, em filosofia (licenciatura, especialização e mestrado) e letras (mestrado) pela Universidade Federal do Espírito Santo. Nas décadas de 1990 e 2000, participou como letrista e vocalista da banda Lordose pra Leão. Como professor de filosofia do Instituto Federal do Espírito Santo (Campus Linhares), atua na coordenação do projeto "organização de núcleos de Cultura em assentamentos do MST", destinado ao fomento da participação sociopolítica da juventude rural assentada. É bolsista de extensão do CNPQ e letrista dos projetos "Vakkalowfo", com Márcio Vaccari e Compositum, com Pedro Oleare.

Serviço
Local/Sala: Virgínia Tamanini – Centro Cultural Sesc Glória
Dia/Período: 9/8/2016 Horário: 19m30h
Classificação etária: livre
Valor do Ingresso R$: entrada franca Critério de Retirada do Ingresso:
A appresentação vai ser num auditório com 600 lugares.

Realização: SESC/ES

COMENTAR

COPYRIGHT© 2007-2014 Don Oleari Ponto Com - Todos os direitos reservados - aldeia verbal produções e jornalismo - CNPJ: 15.265.070/0001-49