Manoel Goes: Instituto Histórico e Geográfico de Vila Velha, em parceria com a Marinha, limpa monumentos na Prainha.

30 de junho de 2016


Tendo como princípio a preservação do passado histórico em todas as suas dimensões, o Instituto Histórico e Geográfico de Vila Velha (IHGVV) vem produzindo a limpeza e entregando à população nos últimos anos diversos monumentos - Estátua de Vasco Coutinho, Luiza Grimaldi, Canhão Quinhentista, Bonde Elétrico, Réplica de Caravela Gloria, dentre outros).


- "Reconhecemos a importância de nossos monumentos históricos como Patrimônio Material, espalhados por todo o Município de Vila Velha/ES, e pelo nosso Estado", concordam os integrantes do instituto.

Estamos perpetuando a memória e garantindo a lembrança da vida da cidade em outros tempos, comemorando personagens, acontecimentos e celebrando o nosso passado. Ao longo do tempo temos presenciado uma destruição total de nossos monumentos e consequentemente uma parte de nossa história. O vandalismo e a falta da punição pelo poder público nos motivam a realizar essas ações reparatórias e educativas.

Os monumentos contam a nossa história e devem ser preservados como memória e obra de embelezamento da cidade. É necessário que a população se conscientize da importância e zele por eles. Na grande maioria, o que acontece não é o desgaste dos monumentos pelo tempo, mas sim a depredação por causa do vandalismo.


Os trabalhos são feitos numa parceria do Instituto Histórico e Geográfico de Vila Velha com o Site Monumentos Capixaba e contando com o apoio da EAMES – Escola Aprendizes Marinheiros do ES. Temos utilizando produtos e equipamentos doados.

Devido ao estágio de abandono e pichações, resolvemos no IHGVV abraçar mais essa missão voluntária para a limpeza, manutenção e restauração dos monumentos do Sítio Histórico da Prainha de Vila Velha, começando pela Praça Almirante Tamandaré, onde se encontram uma Âncora e um Busto ao Almirante Tamandaré, inaugurados em 13 de dezembro de 1964, há mais de 51 anos, quando da homenagem ao dia da Marinha. Fizemos a limpeza total das pichações, limpeza das peças de bronze e ferro e toda a restauração civil das bases.

Realizamos na Praça Tamandaré intervenções nos dias 4, 11 e 18 de junho, recuperando a parte civil dos monumentos com limpezas mais complexas, finalizadas no sábado, 25 de junho.

O dia 25 último foi apenas uma prévia de uma ação muito maior que pretendemos realizar, de limpeza e restauro, dos demais monumentos do Sitio Histórico da Prainha no dia 17 de setembro, Dia Mundial da Limpeza Urbana.


Temos a promessa da Secretaria de Cultura da PMVV da sua participação na pintura da fachada da Casa da Memória de Vila Velha (datada de 1839), o que pra nós do IHGVV já é um avanço, do reconhecimento e participação do poder público, neste processo de educação e cidadania. 

Essa é a mensagem que todos nós queremos deixar, principalmente para os mais jovens, de que preservar é muito mais importante que tombar o bem histórico.

As pessoas nem param para pensar que existe um passado muito rico na história da nossa colonização capixaba, com obras esteticamente bonitas, que contam as nossas origens, a nossa história. O pouco que ainda temos de patrimônio histórico em Vila Velha é de rara beleza e grande valor histórico e cultural.

Nós do Instituto Histórico e Geográfico de Vila Velha, acreditamos que preservar é muito mais eficiente que tombar o patrimônio histórico. No nosso voluntariado, buscamos o tempo todo alertar para a necessidade de se preservar, manter, cuidar, expor e divulgar, mais e mais, detalhadamente, os nossos monumentos, a nossa história, as nossas origens. 


Chamando a atenção de toda a comunidade de que todos nós somos responsáveis pela preservação e conservação do patrimônio histórico e cultural das nossas cidades.




Manoel Goes Da Silva Neto

Instituto Histórico e Geográfico de Vila Velh

COMENTAR

Malacarne

PRESERVAR A MEMÓRIA; ESSA É UMA LUTA NOSSA; SOMOS PASSAGEIROS DA HISTÓRIA, A MESTRA DA VIDA; PARABÉNS!

Don Oleari

Isso daí é dito por um cultor da história e da memória, um bravo soldado dessa luta também, o professor Altair Malacarne. Salve, salve! professor.

COPYRIGHT© 2007-2014 Don Oleari Ponto Com - Todos os direitos reservados - aldeia verbal produções e jornalismo - CNPJ: 15.265.070/0001-49