22º Festival de Cinema de Vitória começa nesta sexta-feira

10 de setembro de 2015
5ª Mostra Competitiva Nacional de Longas

Por Ingrid Pagani

Mais de 100 produções nacionais exibidas em nove mostras gratuitas



A contagem regressiva para o Festival de Cinema de Vitória já começou! A partir desta sexta-feira (11), o público terá acesso ao maior evento de cinema do Espírito Santo. 

Serão mais de 100 filmes exibidos até o dia 16 de setembro na 22ª edição, numa extensa programação iniciada com a Mostra Cinema de Bordas no mês de agosto. 

Ao longo de seis dias, serão sessões no Theatro Carlos Gomes e no Cineclube Metrópolis, além de oficinas, lançamentos e debates no Hotel Senac Ilha do Boi, transformando Vitória na capital nacional do cinema. A estimativa é de que o evento reúna um público de 30 mil pessoas.


Homenagens

Os homenageados desta edição são o ator Matheus Nachtergaele, o Homenageado Nacional, e o ator e artista plástico José Augusto Loureiro, como Homenageado Capixaba (foto à esquerda: Fran Loureiro). 

O Festival também renderá homenagens ao cineasta Luiz Carlos Lacerda (conhecido como Bigode), que completa 50 anos de carreira, e ao diretor de cinema capixaba Penna Filho (foto), falecido este ano.

Os títulos exibidos contemplam os gêneros documentário, ficção e animação, em curta e longa-metragem, escolhidos entre cerca de 650 produções vindas de todo o Brasil.

 Serão nove mostras competitivas que atendem aos mais diversos gostos (ver programação completa no final).

Este ano, fazem parte da programação: a 19ª Mostra Competitiva Nacional de Curtas; a 5ª Mostra Competitiva Nacional de Longas; a 4ª Mostra Foco Capixaba, com o melhor do cinema local; a 4ª Mostra Corsária, com filmes que apresentam pesquisas de linguagem da estética cinematográfica; a 5ª Mostra Quatro Estações, com produções que abordam a temática da diversidade sexual; o 16º Festivalzinho de Cinema, voltado para o público infanto-juvenil; a 2ª Mostra de Animação, com o melhor do cinema brasileiro de animação; a Sessão Especial BNDES (curtas), com exibição de uma série de curtas-metragens; e a 2ª Mostra Outros Olhares, com oito curtas capixabas.

Além dessas, haverá as sessões especiais, com exibição de longas-metragens fora de competição, todas no Theatro Carlos Gomes: Sessão Especial Petrobras, com exibição de “A Luneta do Tempo”, de Alceu Valença, na abertura do Festival; Sessão Especial BNDES (longa), com o filme “Trinta”, de Paulo Machline; Sessão Especial Viradão Vitória – que acontecerá na madrugada de sábado (12/09) para domingo (13/09), dentro da programação do Viradão Vitória, com exibição de “O Animal Sonhado”, de Breno Baptista, Luciana Vieira, Rodrigo Fernandes, Samuel Brasileiro, Ticiana Augusto Lima e Victor Costa Lopes; Sessão Homenagem a Penna Filho, com a exibição do último filme do diretor, “Das Profundezas”; e Sessão Especial de Encerramento, com a projeção de “Teobaldo Morto, Romeu Exilado”, de Rodrigo de Oliveira, que tem co-produção da Galpão Produções. O Festival trará, ainda, para o público de Vitória, o longa-metragem “Sangue Azul”, de Lírio Ferreira, em exibição de caráter especial, na segunda-feira (14/09), às 14h.

A maratona cinematográfica será encerrada na noite de 16 de setembro com a apresentação dos filmes vencedores das duas últimas edições do Concurso de Roteiro Capixaba: “Talvez Amanhã”, de Jeffe Pinheiro, vencedor em 2013;
“Intenso”, de Ricky Oliveira, autor do roteiro premiado no ano passado; e o lançamento do curta “João”, de Carlos Augusto de Oliveira.

Ao final de todas as exibições, serão anunciados os ganhadores do Troféu Vitória em mais de 20 categorias, escolhidos por um júri formado por profissionais da área cinematográfica e também pelo júri popular.

Para além da programação de filmes, o público poderá se encontrar para confraternização no lounge localizado ao lado do Theatro Carlos Gomes durante o Festival. Especialmente na noite de sábado (12/9), em meio ao Viradão Vitória, o agito fica por conta do show de Marcelle Motta & Banda Café com Fumaça, do Rio de Janeiro.

Curadoria
O 22º Festival de Cinema de Vitória tem como curadores o professor universitário e pesquisador Erly Vieira Jr., o diretor e crítico de cinema Rodrigo de Oliveira e a programadora audiovisual Rosemeri Barbosa. 

Para a diretora do Festival de Cinema de Vitória, Lucia Caus (foto), o evento é um espaço importante para o audiovisual nacional, tanto para realizadores como para o público. 

- “O Festival é uma vitrine para as novas produções do cinema brasileiro, fazendo-as chegar à população de Vitória, e também uma oportunidade de intercâmbio e reciclagem dos profissionais do Espírito Santo”, afirma Lucia.

Concurso e Formação

O 22º Festival de Cinema de Vitória promove ainda o 2º Concurso Nacional de Webséries, que contou com 45 inscrições vindas de diferentes estados brasileiros. 

Entre os diretores e roteiristas que inscreveram seus projetos, quatro foram selecionados para participar da imersão voltada para o desenvolvimento de webséries, que será orientada pela equipe da TV Cocriativa (MG) durante o Festival. Os vencedores também serão contemplados com passagem, transporte local, alimentação e estadia para participarem da formação.

Aproveitando sua vinda ao Festival, a TV Cocriativa ministrará também uma Masterclass aberta ao público, na terça-feira (15/9), às 14 horas, no Hotel Senac Ilha do Boi, sob o título “Novos caminhos para webséries brasileiras”, com o intuito de discutir como a produção independente nacional pode superar seus principais desafios no ambiente web.

As oficinas deste ano são a Oficina de Crítica Cinematográfica, com o jornalista e crítico de cinema André Dib, e a Oficina de Cinema LGBT Pós-Stonewall, com o jornalista e crítico de cinema Christian Petermann.

Além das atividades de formação, o 22º Festival de Cinema de Vitória contará com debates, encontros com pesquisadores de cinema, realizadores e o público em geral; com o Fórum do Audiovisual Capixaba (uma ação do Congresso Brasileiro de Cinema e da ABD Capixaba, em parceria com o Festival, a fim de debater e formular propostas em prol do cinema brasileiro); além de lançamentos dos Cadernos dos Homenageados, de livros e DVDs. Toda essa programação se concentrará no Hotel Senac Ilha do Boi.



O 22º Festival de Cinema de Vitória é uma realização da Galpão Produções e do Instituto Brasil de Cultura e Arte (IBCA) e conta com o patrocínio do Ministério da Cultura através da Lei Rouanet, da Petrobras, do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e da Rede Gazeta, com parceria da Secretaria de Estado da Cultura do Espírito Santo e da Prefeitura Municipal de Vitória, além do apoio institucional do Instituto Sincades e do apoio do Canal Brasil, CiaRio, DOT, Mistika, Cinecolor, Link Digital, Cesan, Ufes, Sebare e site Adoro Cinema.

22º Festival de Cinema de Vitória - Programação Geral

Sexta-Feira (11/9)

● 9h - Oficina de Crítica Cinematográfica com André Dib (somente para selecionados) - Hotel Senac Ilha do Boi

● 14h - Oficina de Cinema LGBT Pós-Stonewall com Christian Petermann - Hotel Senac Ilha do Boi

● 14h - Atividades do 2º Concurso Nacional de Webséries - Imersão Cocriativa (somente para selecionados) - Hotel Senac Ilha do Boi

● 15h - 2ª Mostra de Animação (89 min.) – Theatro Carlos Gomes

Mobios, de Eduardo Nogueira (SP, 15 min.)

Edifício Tatuapé Mahal, de Carolina Markowicz, Fernanda Salloum (SP, 10 min.)

Gadanthara - Um fragmento da biblioteca de por menores, de Filipe Dilly (MG, 7 min.)

Íncubo, de Ayrton Moraes e Hugo Ramos (PE, 2 min.)

Até a China, de Marcelo Marão (RJ, 15 min.)

Mobilis, de Diego Akel (CE, 1 min.)

Sviaz, de Diego Akel, Leo Ribeiro, Felipe Thiroux, Adriane Puresa, David Mussel, Anna Thereza Menezes, Alexandre Bersot, Jackson Abacatu e Ronaldo Oliveira. (RJ, 9 min.)

Miss & Grubs, de Camila Kamimura e Jonas Brandão (SP, 10 min.)

O Quebra-cabeça de Tarik, de Maria Leite (MG, 19 min.)

Power Charques, de Rafaela Cavalcanti, Fernanda Xavier, Sara Régia (PE, 1 min.)

● 19h - Cerimônia de abertura - Theatro Carlos Gomes

● 19h30m - Homenagem a José Augusto Loureiro - Theatro Carlos Gomes

● 20h - 4ª Mostra Foco Capixaba (103 min.) - Theatro Carlos Gomes

Dinossauros, de Eduardo Madeira (ES, FIC/19 min.)

Insular, de Tati W. Franklin (ES, DOC/16 min.)

Distopia, de Tatiana Rabelo e Rodrigo Linhales (ES, FIC/13 min.)

A Própria Cauda, de Virginia Jorge (ES, FIC/14 min.)

Invisível, de Diego de Jesus (ES, DOC/23 min.)

Exílio, de Saskia Sá (ES, FIC/20 min.)

● 21h - Sessão Especial Petrobras: “A Luneta do Tempo”, de Alceu Valença (PE, FIC/ 99 min.) - Theatro Carlos Gomes *FORA DE COMPETIÇÃO

● 0h - 5ª Mostra Quatro Estações (113 min.) - Theatro Carlos Gomes

Amanhã já é outono, de Luciana Bezerra (RJ, FIC/16 min.)

Submarino, de Rafael Aidar (SP, FIC/20 min.)

Sailor, de Victor Ciriaco (RN, FIC/13 min.)

Como era gostoso meu cafuçu, de Rodrigo Almeida (PE, FIC/14 min.)

Nova Dubai, de Gustavo Vinagre (SP, FIC/50 min.)

Sábado (12/9)

● 9h - Oficina de crítica cinematográfica com André Dib (somente para selecionados) - Hotel Senac Ilha do Boi

● 10h - Debate com realizadores da 4ª Mostra Foco Capixaba - Hotel Senac Ilha do Boi

● 11h - Bate-papo Sessão Especial Petrobras - Hotel Senac Ilha do Boi

● 14h - Oficina de Cinema LGBT Pós-Stonewall com Christian Petermann - Hotel Senac Ilha do Boi

● 14h - Atividades do 2º Concurso Nacional de Webséries - Imersão Cocriativa (somente para selecionados) - Hotel Senac Ilha do Boi

● 15h - Sessão Especial BNDES (77 min. curtas + 92 min. longa) - Theatro Carlos Gomes

Araca – O Samba em pessoa, de Aleques Eiterer (RJ, DOC/20 min.)

Marrocos, de Andrea Nero e Iajima Silena (SP, DOC/8 min.)

Tempos Idos, de Maurício Rizzo (RJ, FIC/15 min.)

Nocaute, de Fernando Negrovsk (RJ, FIC/19 min.)

Vazio, de Hsu Chien (RJ, FIC /15 min.)
Trinta, de Paulo Machline (SP, FIC/92 min.) *FORA DE COMPETIÇÃO

● 19h - Homenagem ao cineasta Luiz Carlos Lacerda (Bigode) - Vídeo de 9 min. e entrega do Troféu Vitória

● 19h20 - 19ª Mostra Competitiva Nacional de Curtas (93 min.) - Theatro Carlos Gomes

A Festa e os cães, de Leonardo Mouramateus (CE, DOC/25 min.)

Dorsal, de Carlos Segundo e Cristiano Barbosa (MG, DOC/25 min.)

Eu não digo adeus, digo até logo, de Giuliana Monteiro (SP, FIC/16 min.)

Rufião, de Arthur Dalla Bernardinda (ES, DOC/12 min.)

Quintal, de André Novais Oliveira (MG, FIC/20 min.)

● 21h - 5ª Mostra Competitiva Nacional de Longas - Theatro Carlos Gomes

Nervos de Aço, de Maurice Capovilla (RJ, FIC/90 min.)

● 23h - 5ª Mostra Competitiva Nacional de Longas - Theatro Carlos Gomes
As Fábulas Negras, de Rodrigo Aragão, Joel Caetano, Petter Baiestorf e José Mojica Marins (ES, FIC/93 min.)

● 23h45 - Show de Marcelle Motta & Banda Café com Fumaça – Lounge

● 05 h - Sessão Especial Viradão Vitória - Theatro Carlos Gomes

O Animal Sonhado, de Breno Baptista, Luciana Vieira, Rodrigo Fernandes, Samuel Brasileiro, Ticiana Augusto Lima e Victor Costa Lopes (CE, FIC/ 79 min.). *FORA DE COMPETIÇÃO


Domingo (13/9)

● 11h - Debate da 19ª Mostra Competitiva Nacional de Curtas - Hotel Senac Ilha do Boi

● 12h - Coletiva da 5ª Mostra Competitiva Nacional de Longas - Hotel Senac Ilha do Boi

● 14h - Oficina de Cinema LGBT Pós-Stonewall com Christian Petermann - Hotel Senac Ilha do Boi

COMENTAR

COPYRIGHT© 2007-2014 Don Oleari Ponto Com - Todos os direitos reservados - aldeia verbal produções e jornalismo - CNPJ: 15.265.070/0001-49