Álvaro José Silva lança segunda edição do Faxineiro sábado na Livraria Logos

16 de junho de 2015
O FAXINEIRO


Sinopse


“O Faxineiro" é uma história escrita em primeira pessoa e que se desenrola em São Paulo e Vitória. 







Um homem, ao saber que é portador de doença capaz de levá-lo à morte, anda pela cidade de Vitória e procura rever os lugares onde cresceu. 


Paralelamente a isso, com o auxílio da memória e de documentos e recortes de jornais guardados, relembra o passado, sobretudo o ano de 1968 em São Paulo, onde ele participou de protestos contra a ditadura militar, mais particularmente uma passeata na Avenida Paulista.

Suas recordações vão até à morte por tortura de uma ex-namorada e dos horrores passados por ela. Ele “visita” em memória o DOPS, onde esteve, e os personagens daquela época. Um deles, um advogado, era seu amigo e o então namorado da jovem assassinada quando do fato ocorrido. Ele não via esse amigo mais fazia um tempo superior a quatro décadas.

Um dia, passando sem programar por um bar e lanchonete de Vitória onde a especialidade da casa é o cuscuz paulista, ele repara em pessoas estranhas no seu interior. Em chaveiros com a marca do Esquadrão da Morte. E nota que o dono, sempre de cara fechada e controlando o caixa por detrás do balcão, tem uma fisionomia que ele talvez já tenha visto.

Há quanto tempo? Em que circunstâncias? A curiosidade que se torna fixação fará com que o personagem praticamente abandone seu tratamento para descobrir quem se esconde por trás da face daquele dono de bar. A resposta talvez esteja em 1968, mais de quatro décadas passadas.

O romance mistura ficção com realidade e, para refrescar a memória dos que viveram aquela época e já a esqueceram, ou então para explicar o que houve aos que não a vivenciaram, contém muita pesquisa. E relatos sobre o que foram alguns dos organismos de repressão e tortura.

COMENTAR

COPYRIGHT© 2007-2014 Don Oleari Ponto Com - Todos os direitos reservados - aldeia verbal produções e jornalismo - CNPJ: 15.265.070/0001-49